Polícia


Operação Loki: 20 integrantes de organização criminosa de tráfico de drogas são presos em Sergipe e três estados


Publicado 29 de junho de 2022 às 13:33     Por Fernanda Sales     Foto Divulgação / Secretaria de Segurança Pública de Sergipe

Foi deflagrada, nesta quarta-feira (29), a Operação “Loki”, para combater organização criminosa com atuação no tráfico de drogas, associação para o tráfico de entorpecentes e lavagem de dinheiro nos estados de Sergipe, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Sergipe, a operação foi realizada pela Polícia Civil de Minas Gerais, por intermédio da Delegacia Regional de Paracatu e das unidades de Unaí, Uberlândia e João Pinheiro, além da Guarda Municipal de Cristalina (GO) e da Polícia Civil de Sergipe.

Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e 20 mandados de prisão nas cidades de Paracatu, Uberlândia e Araguari, toas em Minas Gerais, Cristalina (GO) e Aracaju (SE), além do sequestro de oito automóveis utilizados para o tráfico de drogas e bloqueio de grande quantidade de dinheiro em diversas contas bancárias dos investigados.

Em Aracaju, no bairro Bugio, os policiais civis do Denarc, com apoio da Guarda Municipal de Aracaju, prenderam um casal com mandado de prisão expedido pela Justiça de Minas Gerais, suspeito de integrar a organização criminosa. Durante a operação de cumprimento dos mandados, um cão da Guarda Municipal foi acionado e localizou dois tabletes grandes de maconha dentro de um veículo. O proprietário do carro foi identificado e preso em flagrante pelo crime de tráfico de entorpecentes.

Segundo as investigações, os chefes da organização mantinham residência em Uberlândia e Sergipe e enviavam grandes quantidades de drogas para as cidades do Noroeste mineiro, bem como municípios adjacentes. Tudo através de um engenhoso esquema de contratação de diversos motoristas, seguranças e batedores das cargas de entorpecentes, visando a ludibriar as fiscalizações da polícia ostensiva.

A quadrilha mantinha em sua estrutura gerentes, subgerentes, e cobradores em cada cidade, objetivando manter a hegemonia e o poderio na mercancia de tóxicos nos municípios. Isto com um sistema regrado de contabilidade e entregas.

Ainda de acordo com o Inquérito Policial, que corre em Minas Gerais, nos últimos dois anos foram encaminhados a cidade de Paracatu mais de 20 toneladas de entorpecentes provenientes do grupo criminoso.

Com os lucros oriundos das práticas ilícitas, os investigados lavavam o dinheiro através de empresas de fachada e laranjas com residência em diversas cidades do país, demonstrando a complexidade da ocultação de patrimônio no esquema.

Operação Loki – Segundo a mitologia nórdica, Loki era o deus da trapaça e do disfarce, conhecido por passar despercebido em meio às multidões.

Informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Sergipe.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Candidato a vice-governador na chapa de Rogério Carvalho aponta perseguição política em pedido de prisão

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.