Eleições


PSTU declara voto nulo no segundo turno em Aracaju: “Ambas candidaturas são alinhadas ao bolsonarismo”


Publicado 21 de novembro de 2020 às 08:57     Por Larissa Barros     Foto Reprodução / Facebook

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) afirmou que não vai declarar apoio ao prefeito de Aracaju e candidato à reeleição Edvaldo Nogueira (PDT), nem à também prefeiturável Danielle Garcia (Cidadania) no segundo turno das eleições municipais.

Pelo partido, a historiadora Gilvaní Santos disputou o primeiro turno do pleito deste ano à prefeitura da capital. Em nota, a sigla afirma que ambas candidaturas estão alinhadas ao bolsonarismo, no seu projeto econômico e de governo, com ações que vão contra o povo. “Os dois contam com o apoio de distintas frações burguesas locais, que veem neles um caminho mais fácil de alcançar seus interesses nos próximos 4 anos”, diz.

De acordo com o PSTU, a Aracaju verdadeira não é vista por nenhum dos dois candidatos que estão em disputa, pois, “representam a manutenção desse modo de governo que privilegia os grandes empresários em detrimento do ataque a quem mais precisa de assistência”.

“De um lado, temos o atual prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), grande responsável pelo cenário de descaso com o nosso povo. Do outro lado, está Danielle Garcia (Cidadania) e seu vice Valadares (PSB), que não representam nenhuma transformação efetiva para nossa classe. Essa chapa, por sinal, além de ser mais próxima de Bolsonaro, resgata a velha oligarquia de Sergipe”, diz a nota.

Ainda segundo o partido, o PSTU foi “penalizado” por não ter tido tempo de propaganda eleitoral na TV, o que teria impedido que a população tivesse acesso “às propostas e ideias, de forma democrática e igualitária”.

Edvaldo Nogueira já conta com apoios do PT, PROS, Rede e Avante para a disputa do segundo turno. Já Danielle Garcia, até o momento, conta com o apoio do delegado Paulo Márcio. O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) afirmou que vai se manter “neutro” no segundo turno. Já Lúcio Flávio (Avante), afirmou que não vai apoiar Edvaldo, mas também não confirmou que sobe ao palanque da candidata Danielle.

 



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça condena TV Globo a pagar R$ 65,4 mil a primeira vencedora do “Caminhão do Faustão”

Justiça
Mais Lidas
Publicidade


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.