Política


‘É fácil impor uma ditadura aqui. Facílimo!’, disse Bolsonaro em reunião com ministros


Publicado 22 de maio de 2020 às 18:38     Por Dhenef Andrade     Foto Valter Campanato / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que quer que os brasileiros se armem para impedir uma ditadura no país. A declaração foi feita na reunião ministerial do dia 22 de abril, liberada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), nesta sexta-feira (22). A reunião é apontada pelo ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, como prova das tentativas do presidente de interferir nas investigações da Polícia Federal (PF).

No encontro, Bolsonaro exigiu que o ministro da Defesa, Fernando de Azevedo e Silva, e a Moro, que providências fossem tomadas. “Por isso que eu quero, ministro da Justiça e ministro da Defesa, que o povo se arme! Que é a garantia que não vai ter um filho da puta aparecer pra impor uma ditadura aqui! Que é fácil impor uma ditadura! Facílimo! Um bosta de um prefeito faz um bosta de um decreto, algema, e deixa todo mundo dentro de casa. Se estivesse armado, ia para a rua”, disse.

A fala faz referência implícita às medidas de isolamento social adotadas pelos governos locais para conter avanço da pandemia do novo coronavírus (covid-19), às quais Bolsonaro é crítico.

Em determinado momento da reunião, o presidente ainda diz que se fosse ditador desarmaria a população antes de impor uma ditatura. “E se eu fosse ditador, né? Eu queria desarmar a população, como todos fizeram no passado quando queriam, antes de impor a sua respectiva ditadura. Aí, que é a demonstração nossa, eu peço ao Fernando e ao Moro que, por favor, assine essa portaria hoje e que eu quero dar um puta de um recado pra esses bosta! Por que que eu tô armando o povo? Porque eu não quero uma ditadura! E não da pra segurar mais! Não é? Não dá pra segurar mais”.

O vídeo do encontro do presidente com os ministros se tornou público por decisão do ministro Celso de Mello, relator do inquérito que investiga as acusações feitas por Moro.

Leia mais

‘Não vou esperar f* minha família ou amigo meu’, afirma Bolsonaro em vídeo; assista

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

OAB considera inconstitucional suspensão do pagamento integral da Vaep em Aracaju

Justiça
Mais Lidas
Publicidade